Um olhar sobre o Evangelho de São Mateus

Orani João, Cardeal Tempesta, O.Cist.

Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

 

Neste Mês da Bíblia, a Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética nos propõe o tema: “Discípulos Missionários a partir do Evangelho de Mateus”. E nos envia para realizar o lema: “Ide fazer discípulos e ensinai” (cfr. Mt 25, 19-20). Dessa forma, nossos grupos de reflexões, pequenas comunidades, círculos bíblicos e demais grupos são chamados a aprofundar o Evangelho de Mateus sob a ótica do “discípulo missionário” que faz discípulos e ensina.

Dos Sinóticos, Mateus foi o evangelho mais citado pelos primeiros escritores eclesiásticos e os pais da Igreja. Isto se deu ao fato de esse evangelho ser o que dedicou maior espaço aosensinamentos de Jesus. A tradição cristã considerou-o como o “Evangelho Eclesial”, isto é, aquele a partir do qual se elaborou a doutrina da Igreja, o novo povo de Deus, com o propósito de instruir o fiel acerca de Jesus Cristo.

Mateus é o evangelho mais valorizado em toda a tradição da Igreja e tem sido objeto de numerosos estudos e comentários. Orígenes, João Crisóstomo, Cirilo de Alexandria, Hilário de Poitiers, Jerônimo, Agostinho são alguns dos que dedicaram esforços no estudo de Mateus.

O texto proposto pelo evangelista é atrativo! A composição didática do evangelho impressiona. Há, de certa maneira, um quadro da cristologia das comunidades primitivas. Graças às pesquisas estruturais é possível identificar a estrutura mateana. Cinco grandes unidades discursivas de Jesus escalonam o evangelho:

Continuar lendo

O Cristão do Futuro

Pe. Inácio José do Vale-OSBM
“O cristão do futuro ou será um místico ou não será cristão”.

Karl Rahner (1904-1984) foi um teólogo católico alemão, um dos mais influentes no Concílio Vaticano II e do século XX como um todo, e em 1965 publicou o livro “O Cristão do Futuro”, uma série de reflexões que fez sobre o resultado do concílio e suas expectativas para a Igreja e para os cristãos do futuro. Uma de suas frases mais conhecidas é aquela que diz que “o cristão do futuro, ou será místico ou não será cristão”.

Continuar lendo

Sínodo da Família

Orani João, Cardeal Tempesta, O.Cist.
Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ
“A família é um elemento essencial para todo e qualquer progresso humano e social sustentável”! Este é o intuito do Papa Francisco ao divulgar o texto preparatório – o chamado “Instrumento de trabalho” – do Sínodo Extraordinário de outubro próximo, que terá como tema “Os desafios pastorais da família, no contexto da evangelização”.

O documento contém e sintetiza as respostas ao questionário sobre os temas do matrimônio e da família, contido no documento preparatório ao Sínodo, publicado em novembro de 2013. A primeira parte – “Comunicar o Evangelho da família hoje” – reitera antes de tudo o “dado bíblico” da família, baseada no matrimônio entre homem e mulher, criados à imagem e semelhança de Deus e colaboradores do Senhor no acolhimento e transmissão da vida.

Continuar lendo

Padre Francês revoluciona a forma de converter os fiéis e trazer os católicos à Igreja novamente

É o que está a fazer depois de ter transformado uma igreja a ponto de fechar e de ser demolida na paróquia com mais vida de Marselha. O mérito é ainda maior dado que o templo está no bairro com uma enorme presença de muçulmanos numa cidade em que menos de 1% da população é católica praticante.

Continuar lendo

por Católicos na Rede Postado em Artigos

Ex-pastor protestante diz: “A Bíblia leva-nos a Roma”

Ao deixar-se conduzir pela Igreja, santos de todos os séculos puderam descobrir suas vocações na prática da leitura orante das Sagradas Escrituras

A prática da Lectio Divina é uma das devoções mais presentes na vida dos santos. Por meio da meditação das Sagradas Escrituras, eles foram capazes de encontrar a face de Jesus, que se revela a cada versículo lido. É por isso que, querando esmiuçar o valor dos Textos Sacros, São Jerônimo dizia a seus fiéis: “A ignorância das Escrituras é ignorância de Cristo” [1]. Quem se põe a escutar a Palavra, escuta, pois, a própria voz de Deus; faz como reza o salmista: “É tua face, Senhor, que eu procuro” (cf. Sl 27, 8-9).

Continuar lendo

Ausência ou Presença de Deus?

Padre Gilvan Rodrigues*

Refletindo sobre ausência ou presença de Deus no mundo contemporâneo, não podemos deixar de considerar o grande e inaudito Tesouro que nós católicos temos que é Cristo Eucarístico. Sempre silencioso e discreto, Ele se encontra à nossa disposição no Tabernáculo de muitas Igrejas, ou em exposição nos oratórios para os transeuntes que O procuram. Ele é o Deus visível aos nossos olhos.

Continuar lendo

por Católicos na Rede Postado em Padres

Presidente da Sociedade Teológica Evangélica retorna à Igreja Católica

WASHINGTON DC, 08 Mai. 07 / 07:34 pm (ACI).- Francis Beckwith renunciou esta semana a seu cargo de Presidente da Sociedade Teológica Evangélica (ETS). O motivo: retornou à Igreja a Católica onde cresceu e que abandonou para abraçar o protestantismo.

Conforme sustenta em um blog, “não acredito que seja possível que a ETS conduza seu negócio e seus assuntos de forma que impulsione o Evangelho de Cristo, enquanto eu seja seu presidente. Por isso, desde em 5 de maio renuncio ao cargo de presidente da ETS e membro de seu comitê executivo”.

Continuar lendo

Pela unidade da Igreja

        “Não é o Senhor Jesus que faz a divisão! Quem faz a divisão é precisamente o Invejoso, o rei da inveja, o pai da inveja: aquele semeador de joio, Satanás”- Papa Francisco (1).

O Corpo de Cristo foi dividido entre ortodoxos e católicos há quase 1000 anos.  Os Protestantes separaram-se dos católicos há cerca de 500 anos atrás.  Em seguida, os protestantes se dividiram em milhares de denominações dentro do quais existem muitas outras divisões e subdivisões. Nós sempre vivemos numa Igreja profundamente dividida, o Corpo de Cristo terrivelmente fragmentado. Será que não vamos contemplar uma Igreja unida?

Continuar lendo