Caminho a seguir

Dom José Alberto Moura
Arcebispo de Montes Claros (MG)

Muitos procuravam João Batista e queriam saber dele qual o caminho a seguir, pois, ele apresentava a necessidade de conversão da vida para cada um realizar o projeto de Deus.

Hoje é comum ficar-se na incerteza do que fazer na vida diante de tantas propostas apresentadas para a pessoa se realizar na vida. Os estímulos são fortes na direção da busca de felicidade baseada na matéria, nos prazeres passageiros e na ambição. O acúmulo de vantagens econômicas e sensíveis, porém, não realiza a pessoa humana, que se torna insaciável em querer sempre mais essas gratificações momentâneas.

O precursor de Jesus apregoa a austeridade e a exercitação na prática do bem ao próximo. Aliás, a alteridade é uma atitude e virtude de quem compartilha o amor, que realiza muito mais a pessoa humana do que o ter o que agrada os sentidos, mas não preenche a sede de fraternidade. Experimentar isso traz muito mais conforto para a auto-estima do que a busca de vantagens egoístas. A grandeza de caráter leva a pessoa a pensar no plural e não só no próprio particular, ou seja, ser aberta à convivência na promoção da comunidade para todos se sentirem bem no barco da vida em que cada um se acha. Querer fixar-se no próprio barquinho do oceano da vida e renunciar o grande navio que conduz com mais segurança a todos é uma insanidade.

Deus nos dá o dom da vida e muitos talentos para nos ajudarmos mutuamente na convivência solidária e de promoção do bem de todos. Não à toa o batizador do Mestre aconselha: “Quem tiver duas túnicas dê uma a quem não tem; e quem tiver comida faça o mesmo!… Não cobreis mais do que foi estabelecido… Não tomeis à força dinheiro de ninguém nem façais falsas acusações” (Lucas 3, 11.13.14).

Nada melhor nesta preparação para a celebração da vinda do Salvador do que revermos nossa caminhada e refletirmos se não estamos nos deixando levar pelo consumismo, pelo egoísmo exacerbado, se não estamos sendo solidários com o bem dos deixados de lado na sociedade ou se não estamos usando os dons de Deus para o serviço ao bem comum!

O profeta Sofonias apresenta a alegria de quem celebra o advento da salvação com a vinda do Senhor. Ele nos dá a certeza de que a vida tem jeito para quem trilha o caminho de Deus. O desânimo é superado. As barreiras dos nossos desafios são vencidas. Isso acontece quando as pessoas seguem os passos de quem lhes garante o resultado de seu esforço em se pautar pelas coordenadas do Senhor (Cf. Sofonias 3,14018).

Paulo fala exuberantemente da euforia de quem se agarra àquele que é capaz de transformar a vida de cada um que se deixa levar por sua pessoa e seu amor (Cf Filipenses 4,4-7). De fato, a celebração do Natal de conversão para o seguimento do Emanuel leva cada um à certeza de encontrar o caminho da vida realizada: ele leva a humanidade, na obediência ao Criador, a solucionar seus problemas com a nova prática da justiça, da solidariedade, do cuidado com o planeta e com a doação de cada um pela convivência digna e promotora do bem universal!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s