Papa em Sarajevo: encontro ecumênico e inter-religioso

Senhor Cardeal,

Ilustres Autoridades religiosas,

Queridos amigos!

Sinto-me feliz por participar neste encontro, que reúne os representantes das confissões religiosas presentes na Bósnia-Herzegovina. Dirijo uma cordial saudação a cada um de vós e às vossas comunidades e agradeço, em particular, as amáveis palavras de boas-vindas e as reflexões que foram propostas.

O encontro de hoje é sinal dum desejo comum de fraternidade e de paz; testemunha uma amizade que tendes vindo a construir ao longo dos anos e que já viveis na convivência diária e na colaboração. O facto de nos encontrarmos aqui já é uma «mensagem» daquele diálogo que todos procuramos e para o qual trabalhamos.

Gostaria especialmente de recordar, como fruto deste desejo de encontro e reconciliação, a instituição em 1997 do Conselho local para o Diálogo Inter-religioso, que reúne muçulmanos, cristãos e judeus. Alegro-me pela obra que o Conselho está a fazer com a promoção de diversas actividades de diálogo, a coordenação de iniciativas comuns e o confronto com as Autoridades estatais. O vosso trabalho é muito valioso nesta região e, de modo particular, aqui em Sarajevo, encruzilhada de povos e culturas, onde a diversidade, se por um lado constitui um grande recurso que permitiu o desenvolvimento social, cultural e espiritual desta região, por outro serviu de motivo para dilacerações dolorosas e guerras sangrentas.

Não é por acaso que o nascimento do Conselho para o Diálogo Inter-religioso e doutras apreciáveis iniciativas no campo inter-religioso e ecuménico tenha tido lugar no fim da guerra como uma resposta à exigência de reconciliação e perante a necessidade de reconstruir uma sociedade dilacerada pelo conflito. Na realidade o diálogo inter-religioso, aqui como em qualquer parte do mundo, é uma condição imprescindível para a paz e, por isso, é um dever para todos os crentes (cf. Exort. ap. Evangelii gaudium, 250).

Antes mesmo de se tornar um debate sobre os grandes temas da fé, o diálogo inter-religioso é uma «conversa sobre a vida humana» (Ibid., 250). Nele compartilha-se o dia-a-dia da existência, na sua vivência concreta, com as alegrias e as aflições, as canseiras e as esperanças; assumem-se responsabilidades comuns; projecta-se um futuro melhor para todos. Aprende-se a viver juntos, a conhecer-se e aceitar-se nas respectivas diferenças, livremente, por aquilo que se é. No diálogo, reconhece-se e desenvolve-se uma comunhão espiritual, que unifica e ajuda a promover os valores morais, a justiça, a liberdade e a paz. O diálogo é uma escola de humanidade e um factor de unidade, que ajuda a construir uma sociedade baseada na tolerância e no respeito mútuo.

Por este motivo, o diálogo inter-religioso não pode limitar-se só a alguns, apenas aos responsáveis das comunidades religiosas, mas deveria estender-se o mais possível a todos os crentes, envolvendo os diferentes sectores da sociedade civil. Neste sentido, merecem uma atenção especial os jovens, chamados a construir o futuro deste país. No entanto, é sempre bom lembrar-se de que o diálogo, para ser autêntico e eficaz, pressupõe uma identidade formada: sem identidade formada, o diálogo é inútil ou prejudicial. Digo isto a pensar nos jovens, mas vale para todos.

Sinceramente aprecio tudo o que fizestes até agora e encorajo-vos neste vosso compromisso com a causa da paz, da qual vós, como líderes religiosos, sois os primeiros guardiões aqui na Bósnia-Herzegovina. Asseguro-vos de que a Igreja Católica continuará a dar todo o seu apoio e a garantir a sua completa disponibilidade.

Todos estamos cientes de que há ainda muita estrada a percorrer. Mas não nos deixemos desencorajar pelas dificuldades, e continuemos com perseverança pelo caminho do perdão e da reconciliação. Enquanto justamente fazemos memória do passado, inclusive para aprender as lições da história, evitemos as lamúrias e as recriminações, deixando-nos antes purificar por Deus, que nos dá o presente e o futuro: Ele é o nosso futuro, Ele é a fonte última da paz.

Esta cidade, que no passado recente se tornara tristemente um símbolo da guerra e das suas destruições, hoje, com a sua variedade de povos, culturas e religiões, pode ser novamente sinal de unidade, lugar onde a diversidade não constitua uma ameaça, mas uma riqueza e uma oportunidade para crescer juntos. Num mundo infelizmente ainda dilacerado por conflitos, esta terra pode tornar-se uma mensagem: atestar que é possível viver um ao lado do outro, na diversidade mas na comum humanidade, construindo juntos um futuro de paz e de fraternidade.

Agradeço a vós todos a presença e as orações que tereis a bondade de oferecer pelo meu serviço. Pela minha parte, asseguro-vos que rezarei igualmente por vós. O Senhor nos abençoe a todos!

ORAÇÃO

Deus omnipotente e eterno,

Pai bom e misericordioso;

Criador do céu e da terra, de todas as coisas visíveis e invisíveis;

Deus de Abraão, Deus de Isaac, Deus de Jacob,

Rei e Senhor do passado, do presente e do futuro;

único juiz de todos os homens,

que recompensais com a glória eterna os vossos fiéis.

Nós, descendentes de Abraão pela fé em Vós, único Deus,

judeus, cristãos e muçulmanos,

humildemente estamos diante de Vós

e com confiança Vos pedimos

por este país, a Bósnia-Herzegovina,

para que nele possam habitar em paz e harmonia

homens e mulheres crentes de diferentes religiões, nações e culturas.

Pedimo-Vos, Pai, que o mesmo aconteça

em todos os países do mundo!

Em cada um de nós reforça a fé e a esperança,

o respeito mútuo e o amor sincero

por todos os nossos irmãos e irmãs.

Fazei que nos comprometamos corajosamente

a construir a justiça social,

a ser homens de boa vontade,

cheios de compreensão mútua e de perdão,

artesãos pacientes de diálogo e de paz.

Todos os nossos pensamentos, as palavras e as obras

estejam de harmonia com a vossa santa vontade.

Tudo seja para vossa honra e vossa glória e para a nossa salvação.

Louvor e glória eterna a Vós, nosso Deus!

Amém.
Franciscus PP

Boletim de Imprensa da Santa Sé
05/6/15

Anúncios
por Católicos na Rede Postado em Papa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s