Poder do fogo espiritual

 

 Padre Inácio José do Vale, OSBM

 

         Dizia São Cirilo de Jerusalém: “A chegada do Espírito Santo é precedida por esplêndidos raios de luz e ciência”.

 

         O batismo do Espírito Santo é o batismo de fogo. Esse é o milagre de Pentecostes. Ele acende o fogo da alma de Cristo na alma dos cristãos. Eles recebem, compreendem e reproduzem sua mente, seu coração e sua vida. Seu zelo torna-se o caráter dominante de sua vida. Eles manifestam sua fervorosa devoção à vontade do Pai Eterno, sua santa paixão por realidade e retidão, seu zelo consumidor pela salvação dos perdidos. Ele acende uma fervorosa devoção a Deus, uma paixão por retidão e um desejo consumidor em prol da salvação das almas. Vida espiritual incandescente ilumina a mente, energizam todas as faculdades mentais e despertas todo o potencial de compaixão, sede de amor e esmero pelas coisas espirituais.

Salvação é assunto do coração e o coração tomado de alegria do Divino Espírito Santo. Conformidade com convenções exteriores e observação fiel de regras meramente humanas pode produzir um bom fariseu, mas nunca um verdadeiro cristão. É com santa paixão acesa na alma que vivemos a vida de Deus. Verdade sem entusiasmo, moralidade sem emoção, ritual sem alma são as atitudes que Cristo severamente condenou. Destituídas de fogo santo, são nada mais que filosofia sem Deus, um mero sistema ético e uma superstição. Paixão moral, vida autêntica e espiritual é a essência da religião de Cristo. Nada adiante está dentro da Igreja cumprindo todas as normas e Cristo fora do coração. No fogo do poder espiritual Cristo está dentro do coração e o cristão na Igreja na salutar adoração.

O fogo não pode fazer concessões. A lógica da paixão é direta, simples e implacável. É impossível para homens inflamados fazerem cálculos friamente. Inspiração despreza dissimulação. As questões são simples quando o coração é intenso. A chama pura de um santo entusiasmo é um guia mais seguro do que a seca luz da razão fria. A segurança da alma está em seu calor. O fogo santo é a melhor defesa contra o pecado e a corrupção. Se quisermos estar seguros, devemos nos vestir com zelo tal como se fosse uma peça de roupa limpa e perfumada. Nossa religião está segura somente quando está protegida por “uma muralha de fogo à sua volta”.

É o fogo que prevalece. Durante cinquenta dias, os fatos do Evangelho já tinham sido concluídos, porém nenhuma conversão foi registrada. O Pentecostes registrou três mil almas. A causa que é capaz de incendiar as pessoas consegue também ganhar convertidos. Cristãos inflamados são invencíveis. O fogo determina a vitória. O inferno treme quando homens pegam fogo. Pecado, mundanismo, divisão, incredulidade e inferno resistem a tudo menos ao fogo do Espírito. A Igreja é impotente sem o fogo do Espírito Santo. Quando destituída do fogo, nada mais tem valor; quando possui o fogo, nada mais importa. A única necessidade vital é do fogo. Como recebê-lo, onde encontrá-lo, por quais meios retê-lo são as perguntas mais importantes e urgentes do nosso tempo. Uma coisa sabemos: “ele vem apenas com a presença do Espírito de Deus, o próprio Espírito do fogo. Somente Deus pode enviar o fogo”. Deus é fogo (Hb 12, 28 . 29)  (1). Só com esse fogo podemos viver em santidade. O poder do fogo de Deus destrói toda impureza e purifica o carvão da alma mais branca do que a neve!

 

NOVOS PENTECOSTES

 

         O Espírito Santo é a maravilhosa terceira Pessoa da Trindade Santíssima, a respeito de quem conhecemos tão pouco. Ele ama com ternura, cuida com pessoalidade e ministra com fidelidade. É impressionante que o símbolo mais comum dessa Pessoa tão admirável que é encontrado nas Escrituras seja fogo ardente.

No dia de Pentecostes, o Espírito Santo desceu visivelmente em chamas santas sobre os homens e mulheres reunidos no cenáculo. Capacitados pelo Espírito, começaram a espalhar o fogo santo no mesmo dia. Durante décadas, o fogo do Espírito continuou a arder e espalhar-se. Perseguição não conseguiu apagar o fogo deles, só serviu para soprar ainda mais as chamas. O Pentecostes acendeu uma chama que, pela graça de Deus, jamais se apagará.

O Espírito Santo renova e reaviva seu espírito, enche-o com abundância de vida, amor e zelo, e inflama você de tal forma que passa a manifestar a vida radiante e vibrante de Deus. Ele renova sua devoção, acelera sua obediência e sopra seu zelo até fazê-lo uma chama ardente. Como cristão cheio do Espírito, sua marca deve ser intensa devoção, fervor espontâneo e disposição leal para servir, assim como são os anjos celestiais. Apolo era um homem aceso com esse fogo (At 18, 25). A expressão “fervoroso de espírito” pode ser traduzida como “espírito ardente” ou “incandescente” com o Espírito.

Quando o Espírito arde dentro de você com liberdade e plenitude, sua vida interior torna-se radiante, seu zelo intenso e seu serviço dinâmico, isso é viver estado de graça!

Dons espirituais são carismas ou talentos para o serviço concedidos pela atividade do Espírito Santo. Deus provê toda capacitação necessária para o serviço ao qual nos designou. O Espírito Santo é ele mesmo, a maior dádiva de Deus para nós (At 2, 38), mas ele também concede dons (carismas) para prover revestimento e capacitação para servir a Deus e ao Corpo de Cristo.

        “Mantenha viva a chama do dom de Deus que está em você [ou ‘sopre a chama do dom de Deus’]”, Paulo exortou a Timóteo (2 Tm 1, 6). Observe que o dom já estava nele. O Espírito Santo age principalmente de dentro da pessoa, não sobre ela, como se estivesse agindo de fora. Ele não procura nos manipular, mas capacita-nos por meio de sua presença e poder que habitam dentro de nós.

O fogo de Deus atribui uma atração inesquecível à personalidade do mensageiro de Deus e ao conteúdo de sua mensagem. Transmite uma autoridade sagrada que não pode ser imitada por esforços humanos. Sela a mensagem com uma marca divina que os outros não conseguem ignorar. Traz autenticidade santa e certeza de integridade. Impressiona com o evidente envolvimento e parceria de Deus. O fogo divino faz do cristão um instrumento valioso da evangelização mundial.

Deus nos dá capacidade, e o Espírito deseja imbuir todo o nosso ser com sua realidade, tornando-nos canais de sua expressão para que o fogo santo seja visível em nós em todo tempo.

Deus nunca ordena você a fazer um serviço sem se colocar à sua disposição para revestir e capacitá-lo com tudo o que precisa para realizar sua vontade. Entretanto, há um papel de cooperação que cabe a você (2).

 

                            ESPIRITUALIDADE DO FOGO

 

Novos estudos científicos comprovam que a espiritualidade pode evitar o mal e acelera a recuperação da saúde física, mental e psicológica. Por que a crença, a fé e orações sinceras ajudam no equilíbrio emocional. A espiritualidade tem sido uma poderosa ferramenta de estudos em várias modalidades científicas. Na religião sua prática é milenar. É bom ressaltar que a verdadeira espiritualidade só existe com o carimbo do fogo do Espírito Santo.

        A vida espiritual autêntica com seus frutos grandiosos tem como combustão a fonte da Usina Termonuclear do Divino Espírito Santo. O reator nuclear são as nossas orações, retiros espirituais, estudos das Sagradas Escrituras e a Sagrada Comunhão Eucarística. Daí o cristão vive a lei espiritual da termogênese. Dentro desse contexto o cristão é um ser edaz pelas coisas celestiais. Isso é a abissal espiritualidade do fogo, o fogo do Paráclito.

A falsa espiritualidade tem como fonte, o frio, gelo, inverno e o estado antártico. Há muitas técnicas, programas caprichados e energia puramente humana para aquecer os fiéis. A liturgia não passa de um belo teatro, o povo comportado e o coração quebrado. Tudo vem pronto e gelado. Entra no templo majestoso seco e sai vazio. Paramentos caríssimos e brilhantes com vidas pobres na escuridão. Tudo na ordem do espetáculo sem acolhida da liberdade do vento e do fogo poderoso do Espírito Santo. Ditadura do silêncio e do frio  só no cemitério. Este é o único lugar em que a liturgia não recebe críticas e nem tão pouco elogios. Lá também não existe espaço para o fogo. O reator nuclear não funciona mais.

 

CONCLUSÃO

 

         O livro Igreja, Forma e Essência de Gene A. Getz mostra alguns sintomas que caracterizam o institucionalismo: a organização torna-se mais importante que as pessoas, e os indivíduos agem como engrenagem de uma máquina. As pessoas têm medo de fazer questionamentos “desagradáveis” que lancem dúvida sobre o funcionamento da organização, que se torna cada vez mais rígida, inflexível e burocrática. Com isso, as pessoas se tornam desanimadas, “cansadas e abatidas”, como disse Jesus Cristo (Mt 11, 28-30).

O enfrentamento contra a estrutura fria, a máquina organizacional imposta, as ferramentas da intelectualidade humana e seus projetos, a ditadura da liderança e as formalidade litúrgicas, só com o avivamento e a renovação contínua do poder do fogo do Espírito Santo.

A Igreja de Jesus vibra sempre com Novos Pentecostes. Pela renovação e avivamento acontece o despertamento para vida de santificação, evangelização, salvação de almas e justiça social.

O nosso tempo é o tempo glorioso para as chamas ardentes do Espírito Santo. É tempo de renovação, de avivamento e de fogo abissal na alma.

 

OREMOS:

 

Respira em mim, Espírito Santo, para que eu pense coisas santas. Impulsiona-me, Espírito Santo, para que eu faça coisas santas. Atrai-me, Espírito Santo, para que eu preserve o que é santo. Conforta-me, Espírito Santo, para que eu preserve o que é santo. Preserva-me, Espírito Santo, para que eu nunca perca o que é santo.

Santo Agostinho (354-430)

Bispo e Doutor da Igreja

 

 

Pe. Inácio José do Vale

Professor de História da Igreja

Instituto de Teologia Bento XVI

Sociólogo em Ciência da Religião

E-mail: pe.inacio.jose@gmail.com

 

Fontes:

 

(1) Extraído de The Way to Pentecost (O Caminho para o Pentecostes), de Samuel Chadwick.

 

(2) Extraído de Ablaze for God (Inflamados para Deus) por Wesley L. Duewel.

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s