“Não temais” – João Paulo II

Padre Inácio José do Vale, OSBM

“O Senhor é minha luz e minha salvação: a quem, então, poderia eu temer”?

“O Senhor é o meu refúgio: de quem terei medo” (Sl 27,1)?

 
 Na Sagrada Escritura, por 365 vezes, o bom Deus diz: “Não temais”. O Papa João Paulo II repetia, profeticamente: “Não temais”. Satanás tenta nos escravizar por várias modalidades de medo, principalmente pelo medo da morte (Hb 2,15). Entretanto, nós não devemos ter medo, por que:

  • “O Senhor é minha luz e minha salvação” (Sl 27,1 e Is 12,2).
  • “O Senhor é o meu Refúgio” (Sl 27,1).
  • “Aquele que teme o Senhor nunca está alarmado, nada temerá, pois o Senhor é sua esperança” (Sir 34,14).
  • Medo “é inútil. O que é necessário é crer, somente” (Mc 5,36).
  • O Senhor prometeu que estará sempre conosco (Mt 28,20) e não nos deixará órfãos (Jo 14,18).
  • “Se Deus é por nós, quem será contra nós” (Rm 8,31)?
  • “É possível que Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas O entregou para o bem de todos nós, não nos concederá todas as coisas, em acréscimo” (Rm 8,32)? 
  • “Somos mais que vencedores, por Aquele que nos amou” (Rm 8,37).
  • “Estou seguro de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem o presente, nem o futuro, nem os poderes, nem as alturas, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá nos separar do amor de Deus, que vem até nós em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rm 8,38-39).
  • “O perfeito amor lança fora todo o temor” (1 Jo 4,18).

O Senhor Deus nos ordena, na Bíblia Sagrada: “Não tenhais medo” (Lc 12,4). O Papa João Paulo II repetidamente proclamou, orou e profetizou: “Não tenhais medo”. Embora Satanás tente usar o medo para nos manipular, e até mesmo para nos escravizar (Hb 2,15), podemos vencer as tentações de ceder ao medo. Nós não podemos vencer por sermos fortes, mas porque Jesus é a nossa força, e crescemos sem Seu amor por nós. A nossa fortaleza está na graça e no conhecimento de Jesus Cristo (2 Pd 3,18).

Jesus é o Bom Pastor. E ainda que andemos pelo vale da sombra e da morte, não temeremos mal algum, pois Ele está ao nosso lado (Sl 23,4) e até mesmo dentro de nós (Jo 6,56). Jesus é a luz do mundo. Ele é a nossa luz e nossa salvação: a quem devemos temer (S1 27,1)? Jesus é amor (1 Jo 4,16), e “O amor não contém espaço para o medo: ao contrário, o perfeito amor lança fora todo o temor” (1Jo 4,18). Jesus é Deus (Jo 10,30). Ele é perfeito em todas as suas obras. Conhecer Jesus é não ter medo!  É ter esperança, coragem e vitória.

 

NOVA EVANGELIZAÇÃO

 

 

“Quando um espírito imundo sai do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso; não o achando, diz: ‘voltarei à minha casa, donde saí”’ (Lc 11,24).

 

     O Papa João Paulo II parecia estar preocupado com o que ele chamou de “Nova Evangelização”. Isso implica em levar Cristo aos povos dos paises ex-cristãos, como os paises da Europa Ocidental, EUA, Canadá e América Latina. Esta condição de ser um país ex-cristão ou, individualmente, um ex-cristão, é uma condição pior do que nunca se ter conhecido Cristo (Lc 11,26). “Com efeito, se aqueles que renunciaram às corrupções do mundo, pelo conhecimento de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, nelas se deixam de novo enredar e vencer, seu último estado torna-se pior do que o primeiro. Melhor fora não terem conhecido o caminho da justiça do que, depois de tê-lo conhecido, tornarem atrás, abandonando a lei santa que lhes foi ensinada” (2 Pd 2,20-21). Este estado é muito pior porque nele nós nos abrimos para outros setes demônios, muito piores do que o demônio que nos manipulava antes de conhecermos Cristo (Lc 11,26).

Isso significa que a “Nova Evangelização” é, humanamente falando, impossível de se realizar (Hb 6,4-6). Entretanto, nada é impossível para o Senhor (Lc 1,37). Ele é mais forte que o homem forte (Lc 11,21-22). Ele pode salvar a qualquer um, não importa o quão pecador tenha sido (1Tm 1,15-16). Pergunta o Senhor Deus:

“Quando executo, quem poderia destruir a minha obra?” (Is 43,13).

Nós compartilhamos do milagre da “Nova Evangelização”, obedecendo ao Senhor. É através da oração, do jejum, e em obediência à Palavra de Deus, que vamos expulsar os demônios mais tenazes (Mt 17,21). E podemos derrubar até as fortalezas mais antigas erguidas pelo maligno (2 Cor 10,4). Por isso, “proclamai um jejum, convocai uma assembléia; congregai os anciãos, todos os que habitam na terra, na casa do Senhor” (J1 1,14)!

      O Papa João Paulo II afirmou: “O homem contemporâneo acredita mais nas testemunhas do que nos mestres, mais na experiência do que na doutrina, mais na vida e nos fatos do que nas teorias” (Encíclica Redemptoris Missio, n. 14).

O nosso testemunho na abissal experiência com Cristo é o fator fundamental para proclamar a Nova Evangelização.

Sempre revestido de Cristo (Gl 3,27) e cheio do Espírito Santo (Ef 5,18) podemos revolucionar o mundo com a mensagem que cura, liberta e salva o ser humano da cultura de morte.

 ORAÇÃO A VIDA TODA

 

“O Espírito intercede pelos santos, segundo a vontade de Deus” (Rm 8,27).

 

        Há mais de 25 anos, o Papa João Paulo II alertou-nos para a grande necessidade de uma grande, crescente e intensa oração (Redemptor Hominis, n. 22). Dizia o Papa: “é urgente uma grande oração pela vida, que atravesse o mundo inteiro. Com iniciativas extraordinárias, e na oração habitual, de cada comunidade cristã, de cada grupo ou associação, de cada família, e do coração de cada crente, eleve-se uma súplica veemente a Deus, Criador e amante da vida. O próprio Jesus nos mostrou com o seu exemplo que a oração e o jejum são as armas principais e mais eficazes contra as forças do mal (Mt 4,1-11) e ensinou aos seus discípulos que alguns demônios só desse modo se expulsam (Mc 9,29)”. (Evangelii Nuntiandi, n.100). Há, portanto, “a necessidade de orar sempre, e nunca desfalecer” (Lc 18,1).

Como podemos obedecer ao Senhor, à Igreja e ao Papa, fazendo a maior oração de nossas vidas? Muitas vezes temos dificuldade em ficar uma hora com Jesus (Mt 26,40). Como podemos orar sempre, com amor e poder? A falta de oração dos primeiros seguidores de Jesus era algo lamentável, até eles receberem o poder do Espírito Santo. “O Espírito também nos ajuda em nossas fraquezas, pois não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós” (Rm 8,26). (1).

Depois do Pentecostes os apóstolos ensinaram: “Perseverar na oração e no ministério da palavra” (At 2,42; 6,4).

“O Papa João Paulo II era um homem de fé, um homem de Deus, um homem que vivia de Deus. A sua vida era uma oração contínua e constante”, disse o cardeal secretário de Estado Dom Tarcisio Bertone (2).

As existências da nossa vida e da nossa liberdade são para Deus uma festa de oração.

 CONCLUSÃO

 Na manhã do dia 01 de maio de 2011, domingo da Divina Misericórdia, na Praça de São Pedro-Vaticano, na presença de um milhão e meio de fiéis provenientes de todo o mundo, o Papa Bento XVI beatificou Karol Wojtyla durante a solene e comovida liturgia ele declarou: “A sua mensagem foi esta: o homem é o caminho da igreja, e Cristo é o caminho do homem”. Na verdade, através do longo caminho de preparação para o Grande Jubileu, ele conferiu ao cristianismo uma renovada orientação para o futuro; o “futuro de Deus”.

No final da missa Bento XVI disse: “A todos desejo a abundância dos dons do Céu por intercessão do novo Beato, cujo testemunho deve continuar a ressoar nos vossos corações e nos vossos lábios, repetindo como ele no início do seu pontificado: não tenhais medo! Abri as portas, melhor escancarai as portas a Cristo! Assim Deus vos abençoe!” (3).

Pe. Inácio José do Vale

Professor de História da Igreja

Instituto de Teologia Bento XVI

E na Escola de Formação de Resende

Especialista em Ciência Social da Religião

E-mail: pe.inacio.jose@gmail.com

FONTES

(1) Um Pão, Um Corpo, Outubro de 2011, p.8.

(2) L’osservatore Romano, 07 de Maio de 2011, p.9.

(3) Idem, p.12.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s